O célebre personagem Monsieur Hulot é cunhado de um gerente de uma fábrica de plásticos, um novo rico que vive em uma casa totalmente automatizada, que lhe arranja um emprego para que seu filho cresça sob a influência de seu tio. Vencedor do Oscar de filme estrangeiro e do Prêmio Especial do Júri do Festival de Cannes.

(França, 1956, 120 min). Direção: Jacques Tati.

Este filme faz parte do programa Chuva de Clássicos.

Meu tio