Começa dia 8 de outubro a mostra do artista Cacau Brasil que marca a primeira utilização da Passarela da Estação da Luz, por onde passam diariamente 400 mil pessoas, como uma extensão do Museu da Língua Portuguesa.

Batizada de "O MISTÉRIO TEMPO EM POESIAS" fica em exposição até 25 de janeiro de 2010. Este trabalho multimídia inédito do jovem artista mineiro estará aberto para o público no prédio histórico da Estação da Luz, no centro de São Paulo.

Com entrada Catraca Livre, a mostra é feita em um corredor fechado de 34m de extensão por 4m de largura e 2,40m de altura montado numa das passarelas da Estação da Luz.

OMISTÉRIOOTEMPOEMPOESIAS envolve o espectador a partir da entrada, se propondo a ativar todos os seus sentidos. Através desse percurso, o visitante passará pelas obras que dialogam e interagem entre si e com ele, possibilitando que cada um monte o seu quebra-cabeça pessoal dos significados da mostra.

A mostra é composta de 15 painéis com pinturas a óleo sobre tela e técnica mista, onde a poesia é sugerida através de signos inscritos com cores metálicas (cobre, ouro, prata). Placas de acrílico com textos poéticos, sons e melodias coletados pelo artista e um vídeo, com duração de sete minutos são elementos que propõem uma vivência espacial através de símbolos e ambientes imaginários. A trilha sonora do vídeo é de Paulo Rafael, guitarrista e diretor musical, que criou um mantra contemporâneo a partir da sonoridade dos metais.

Os pilares da poesia são outro elemento sensorial da mostra, que estimula novas possibilidades perceptivas. Através da utilização de luz negra, as palavras “formam e sustentam” os pilares da poesia. Um manequim de corpo feminino, com inscrições de símbolos e letras, também integra o espaço expositivo em perspectiva com os pilares.

Já a performance cênico-musical utiliza técnicas de teatro de rua, música e expressão.

Tempo em poesias