O filme de Helmut Käutner é baseado no drama de Carl Zuckmayer, o qual se inspirou na vida real de um pioneiro da aviação, o piloto Ernst Udet, para criar seu protagonista, o general da Força Aérea Harras. O general Harras é apresentado no filme como um oficial obstinado e ciente de seu poder, vaidoso, irreverente até a leviandade, e um conquistador de mulheres (brilhantemente interpretado por Curd Jürgens).

Durante a Segunda Guerra Mundial, mais precisamente em 1941, após passar por determinadas experiências, ele distancia-se do regime de Hitler, sendo, por isso, encarcerado. Depois de solto, é obrigado a esclarecer os atos de sabotagem que provocaram a queda de aviões de guerra. Ao invés de denunciar o responsável, ele pilota o avião sabotado, causando, assim, sua própria morte.

Sobre o cineasta

Cineasta, ator, e roteirista, Helmut Käutner (1908-1980) foi um dos mais aclamados diretores alemães de sua geração. Tendo estudado Arquitetura, Filosofia, Teatro, História da Arte e Design, começou primeiramente a trabalhar no teatro como ator e diretor e iniciou sua carreira no cinema como roteirista.

Fez 36 filmes para o cinema. A mostra, uma parceria entre o CCBB e o Goethe-Institut São Paulo,  exibe um terço da obra completa do diretor e preenche uma lacuna ao exibir um cineasta muito pouco visto no Brasil. A programação inclui seus filmes mais relevantes, incluindo suas três reconhecidas obras-primas “Romance em Bemol” (1943), “Grande liberdade nº7” (1944) e “Debaixo das Pontes” (1945).

O general do diabo