Coreografias apresentadas em anos anteriores nas mostras O Feminino na Dança e O Masculino na Dança são reencenadas com o olhar de hoje.

Confira:

Lilith
Direção e coreografia, adaptada de 1996, Holly Cavrell. Com: Claudia Millás, Mariza Virgolino e Sara Mazon.
O espetáculo evoca o lado obscuro da alma feminina.

Irregularidades (Estudos III)
Direção: Angela Nolf. Pequisa corporal e interpretação: Adriana Coldebella, Beatriz Sano e Larissa Ballarotti.
A construção cênica do atual estudo tem como imagem a espera e o intercalar do tempo como partida para a composição coreográfica.

Pressa
Criação: Cristian Duarte. Com Leandro Berton.
Espetáculo em que as freqüências são os elementos em cena, compostas pelo movimento, pela iluminação, pelo som e pelas imagens oscilantes. A remontagem deste solo conta com a colaboração e performance especial do jovem criador Leandro Berton.

Data: As apresentações são seguidas e acontecem de 28/5 a 7/6.

O feminino/masculino na dança