O Museu da Língua Portuguesa apresenta “O Francês no Brasil em todos os sentidos”.  A exposição  inaugurada nesta segunda-feira, 11, às 19h, faz parte do calendário do Ano da França no Brasil. A mostra tem previsão para ficar até setembro. Aos sábados, a entrada é Catraca Livre.

Ao entrar no primeiro andar do Museu da Língua Portuguesa, o visitante encontra um  módulo composto por ‘viadutos’ metálicos. Há também réplicas de cenários urbanos, dando a idéia de mescla de identidade entre grandes cidades.

Tem também o Corredor dos Poetas, em que quatro autores de cada nacionalidade (Victor Hugo e Castro Alves; Baudelaire e Cruz e Sousa; Blaise Cendrars e Oswald de Andrade; Mallarmé e Haroldo de Campos), unidos, para além das épocas, pelo estilo, têm seus textos apresentados nos dois idiomas.

Outra seção da exposição dedica-se ao balé. Uma bailarina fotografada no alto de um prédio, com São Paulo ao fundo, mostra a execução de cada um dos movimentos. Mais à frente, placas dançantes mostram que as Festas Juninas, maior celebração popular brasileira ao lado do Carnaval, também têm influência francesa: a quadrilha originou-se na França – e não existe mais naquele país.

O Francês no Brasil em todos os sentidos