A CAIXA Cultural São Paulo (Sé) inaugura no dia 09 de outubro (sexta-feira), às 19 horas, a mostra “O Pintor de Deus”, de autoria do artista plástico Waldomiro e reunirá 20 pinturas produzidas nos últimos anos. Esses quadros versam principalmente sobre temas religiosos, uma das vertentes mais fortes e ricas de sua produção pictórica.

Na última década, já dividindo sua residência entre Osasco e Goiânia, passou a expressar em seus quadros o que pode ser definido como primitivismo temático. Os sem-terra, o desemprego, o atentado de 11 de setembro nos EUA, a guerra do Iraque são retratados em cores fortes, traços definidos. Pinturas que falam.

A visitação acontece a partir do dia 10 de outubro e segue até 22 de novembro, de terça-feira a domingo, das 09 às 21 horas. A entrada é franca, com classificação livre. Esse projeto foi selecionado por meio de edital de projetos e programas 2009 para Ocupação dos Espaços Culturais da CAIXA.

divulgaçãoO Pintor de Deus

Créditos: O Pintor de Deus

O Pintor de Deus

Sobre o artista

Waldomiro de Deus nasceu em Itagibá, sul da Bahia. Sua família perambulou por Ipiaú, Gandu e Prado, no sul baiano. Há cerca de 50 anos, Waldomiro saiu no interior do Nordeste, subiu num pau-de-arara com a família e foi buscar uma vida melhor em São Paulo. Passou fome e frio, lutou muito, venceu e hoje é conhecido mundialmente.

Considerado pela crítica um dos três maiores pintores primitivistas do Brasil, ao lado de Djanira e José Antonio da Silva, Waldomiro fez, em setembro de 2004, uma exposição com 54 obras no Museu Brasileiro de Escultura (Mube), em São Paulo. A exposição, calorosamente saudada pela crítica, comemorou os 60 anos de vida e os 44 anos da arte de Waldomiro.

"O Pintor de Deus" no Caixa Cultural