Curso multidisciplinar de ideias, análise, compreensão de resenhas e confecção de redações argumentativas, partindo da música brasileira como objeto artístico será oferecido no Centro Cultural da unidade.

A oficina, ministrada pela musicista Liliana Harb Bollos, tem o intuito de cultivar a capacidade de compreensão de textos do público em geral e envolver os participantes no universo da crítica cultural. A proposta é de realizar uma oficina multidisciplinar de ideias, análise, compreensão de resenhas e confecção de redações argumentativas, partindo da música brasileira como objeto artístico. Para tanto, ela desenvolverá atividades práticas.

Com carga horária de 12 horas, ela une teoria e prática para propor uma atividade que pretende despertar o pensamento, a curiosidade e a estética, por meio da análise do estímulo visual.

Sobre o palestrante

Liliana Harb Bollos é formada em Letras pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), da Universidade de São Paulo (USP) e graduada em Música pela Kunst Universität Graz (KUG), na Áustria, com diploma em performance em piano-jazz. No Instituto de Pesquisa em Jazz e Música Popular da mesma universidade, cursou o Mestrado  em Música (1996), com a tese: João Gilberto e o Desenvolvimento Histórico da Bossa Nova.

De volta ao Brasil, concluiu o Doutorado em Comunicação e Semiótica (2007), na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), com tese intitulada Um exame da recepção da Bossa Nova pela crítica jornalística: renovação na música popular sob o olhar da crítica.  Ela, que é professora da Faculdade de Música Carlos Gomes há 11 anos, já atuou com a Orquestra Sinfônica de Santo André, DuoFel, CoralUSP e Projeto Bossa Nova.

Oficina de música