A proposta da oficina é provocar reflexão, em tom crítico, sobre obras cinematográficas ou em vídeo, cujo propósito principal é a descrição da realidade, através da menor manipulação possível do material. O espanhol Pablo Llorca, que ministra a oficina, remontará parte da história do audiovisual, partindo dos irmãos Lumiere, passando pelas experimentações de Andy Warhol, pelo cinema familiar em super-8, até chegar às obras de diretores como Abbas Kiarostami, Raymond Depardon e Viktor Kossakovsky.
Pablo Llorca pe formado em História da Arte, correspondente da revista Artforum de Nova York, coordenador da seção de cinema e vídeo da revista de arte Exit Express (Madri). Foi curador convidado do PhotoEspaña 2004, Nieva negro. Em 2002 e 2003, coordenou dois programas audiovisuais do Museu Reina Sofia. Já dirigiu seis longametragens, numerosos curtametragens e diversas produções audiovisuais.
Inscrições: [email protected]

Que é o Cinema de Prosa