Divulgação

Créditos: Divulgação

"Anita - As Danças do Vício"

Nascido numa prisão na Letônia depois abandonado, adotado por uma alemã e por ela criado, Rosa Von Prauhein tornou-se uma figura icônica para a sociedade. Um dos cineastas mais ativos da Alemanha, é reconhecido não só por sua arte, mas também pela sua luta em promover a diversidade social. Para homenagear seu 70º aniversário, o Centro Cultural Banco do Brasil exibe, gratuitamente, 19 de suas 70 produções, entre documentários e ficções.

A mostra Imagens engajadas: uma homenagem a Rosa von Praunheim exibe desde seu primeiro filme,  "Não é o homossexual que é perverso..." até sua produção mais recente, o documentário "O rei da HQ - Ralf König" (2012), inédito no circuito comercial brasileiro. Seus temas mais recorrentes, presentes em quase todos os filmes, variam entre o movimento homossexual, as mulheres que desobedecem as ‘normas sociais’ e o combate à AIDS.

Admirado por ter sido pioneiro na causa gay e pela sua ousadia ao retratar a sexualidade, o nome de batismo de Rosa é na verdade Halger, tendo sido mudado para fazer referência à cor dos triângulos que os homossexuais usavam nos campos de concentração nazistas. No fim dos anos 1980, ele foi uma voz fundamental na luta contra a proliferação do HIV, fazendo os documentários da "Trilogia da Aids".

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=l_pHORLgHK4[/youtube]

16h: Trilogia da AIDS 1 – Positivo, 1990
18h: Os garotos do Bahnhof Zoo, 2011
20h: O rei da HQ – Ralf König, 2012

16h: Trilogia da AIDS 2 – Silêncio = Morte, 1990 / Trilogia da AIDS 3 – Com a bunda no fogo, 1990
18h: Minhas Mães – Em busca de rastros em Riga, 2007
20h: Homens, heróis e nazistas gays, 2005

16h: Eta, Rosa!, 2002
18h: Eu sou minha própria mulher, 1992 / Charlotte, 2001
20h: Gays mortos, lésbicas vivas, 2008

16h: Seu coração no meu cérebro, 2005
18h: Anita – As danças do vício, 1986
20h: A viagem do Rosa para o inferno, 2009

16h30m: Seis estudantes mortos, 2007
18h: Não é o homossexual que é perverso, mas a situação em que ele vive, 1971
20h: O Einstein do sexo, 1999

16h30: O rei da HQ – Ralf König
18h: Sobreviver em Nova York, 1989
20h: Memórias de Nova York, 2010

16h: Para mim existia apenas Fassbinder, 2000
18h: Trilogia da AIDS 1 – Positivo, 1990
20h: Trilogia da AIDS 2 – Silêncio = Morte, 1990 / Trilogia da AIDS 3 – Com a bunda no fogo, 1990

16h: Anita – As danças do vício, 1986
18h: Gays mortos, lésbicas vivas, 2008
20h: Seu coração no meu cérebro, 2005

16h: Memórias de Nova York, 2010
18h: Não é o homossexual que é perverso, mas a situação em que ele vive, 1971
19h30: Debate com Rosa von Praunheim, pelo Skype, e o jornalista André Fischer, diretor do Mix Brasil.

16h: Sobreviver em Nova York, 1989
18h: Para mim existia apenas Fassbinder, 2000
20h: Os garotos do Bahnhof Zoo, 2011

16h30: Eta, Rosa!, 2002
18h: O Einstein do sexo, 1999
20h: Eu sou minha própria mulher, 1992

16h30: Homens, heróis e nazistas gays, 2005
18h: A viagem do Rosa para o inferno, 2009
20h: Minhas Mães – Em busca de rastros em Riga, 2007

Imagens Engajadas: uma homenagem a Rosa Von Praunheim

23 Out
a
04 Nov

  • diariamente de 23/10 (Ter) a 04/11 (Dom)
    • das 16:00 às 20:00

Avenida Simão Bolívar - Jazz na Avenida
Avenida Simon Bolívar, s/n Armação Salvador - BA
Catraca Livre
Senhas distribuídas 1h antes da sessão