Natural de Caruaru, Gilson Bezerra radicou-se em São Paulo e lá aprendeu, pelas próprias pernas, os caminhos da monotipia, técnica que remonta o século 17. Em sua primeira mostra individual, o artista plástico expõe, até 18 de agosto, no Espaço Mundo Mundano, dez obras criadas no primeiro semestre deste ano.

Bezerra vale-se de uma técnica de composição singular para criar suas monotipias. Os trabalhos são produzidos por meio de várias impressões manuais sobre o papel. O artista utiliza tintas específicas e matrizes previamente montadas para chegar ao resultado final, denominado "Texturas Poéticas", que é, também, o nome da exposição.

Criada por Giovanni Benedetto Castiglione (1616-1670), a técnica da monotipia também foi utilizada por Edgar Degas, entre outros artistas. Nos dias atuais, surge com força dentro da gravura contemporânea.

A entrada é Catraca Livre.

"Texturas Poéticas"

26 Jul
e
17 Ago

  • de 26/07 a 18/08
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 10:00 às 20:00
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 10:00 às 20:00
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 10:00 às 20:00
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 10:00 às 20:00


26 Jul
a
17 Ago

  • de 26/07 a 18/08
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 10:00 às 20:00

Avenida Simão Bolívar - Jazz na Avenida
Avenida Simon Bolívar, s/n Armação Salvador - BA
Catraca Livre

26 Jul
e
17 Ago

  • de 26/07 a 18/08
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 10:00 às 20:00
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 10:00 às 20:00

Catraca Livre