Sim, São Paulo é frenética, mas tem muito espaço tranquilo, silencioso e verde, muito verde, até mesmo dentro da área urbana.

A gente já comentou sobre nossos parques preferidos da capital aqui no blog do Viajala, mas selecionamos agora os mais agradáveis aos leitores de plantão. Pegue seu livro, uma toalha, um lanchinho para fazer um piquenique e siga para um desses bucólicos cantinhos de leitura.

1. Templo Zu Lai

Créditos: Pixabay

As cerejeiras do Templo Zulai ajudam a fazer você pensar que está no Oriente

Considerado o maior templo budista da América do Sul, o Zu Lai, em Cotia, é, além de lindo, uma calmaria só. Comece visitando o templo e provando as boas comidinhas veganas oferecidas na cafeteria e no refeitório. Depois, do lado de fora, aproveite o jardim para relaxar. Lagos, cerejeiras e pontes orientais formam o cenário perfeito para um dia de leitura zen. Aos domingos, dá até para participar de sessões gratuitas de Tai Chi e meditação orientada. Chega-se lá de ônibus, transporte fretado (sai sempre aos domingos, da Liberdade) ou aplicativo de mobilidade.
Estrada Municipal Fernando Nobre, 1461 - Parque Rincão, Cotia

2. Parque Buenos Aires

O favorito da equipe do Viajala. Esse pequeno parque tem pouco mais de 20 mil metros quadrados (quase nada se comparado com os mais de 150 hectares do Ibirapuera), mas é um oásis de área verde cheio de esculturas, um belo trabalho de paisagismo na área urbana. O parque está repleto de banquinhos e cantinhos na grama para quem quer relaxar com sua leitura em silêncio - por ser menor, é mais low profile e não recebe tantos grupos grandes de visitantes. O barulho pode vir do simpático espaço para pets, onde os cães fazem a festa.
Avenida Angélica, s/n - Higienópolis

3. Parque Ibirapuera

Créditos: Pixabay

O melhor do Ibirapuera é assistir o movimento da cidade lá longe

O Ibirapuera é programa para um dia inteiro - tem pista de caminhada, ciclovia, lagoas, museus, monumentos e muito verde. É o mais lotado de todos, com certeza, mas é tão grande que facilita encontrar um pedacinho silencioso de grama para ler. O melhor é ficar nos entornos do lago, na altura da fonte, observando de longe o skyline paulistano e o movimento frenético de carros na Avenida Pedro Álvares Cabral sem ouvir uma buzina sequer.
Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n - Moema

4. Praça do Pôr do Sol

Créditos: Dornicke/Wikimedia Commons

Na Praça do Pôr do Sol, dá pra ver São Paulo do alto

É um bom lugar para ver São Paulo do alto sem precisar subir nos prédios gigantes da cidade. Nessa praça, dá para assistir ao sol se pondo de camarote, nos banquinhos ou na grama mesmo. Depois da leitura, vale a pena jantar em alguns dos bares próximos, especializados em boas cervejas, como o Empório Alto de Pinheiros, ou esticar até o Beco do Batman e tomar um café na Vila Madalena.

Praça Cel. Custódio Fernandes Pinheiro, 334 - Alto de Pinheiros

Imagem Autor

O Viajala é um metabuscador de voos que compara preços de companhias aéreas e agências de viagens, permitindo que você escolha a passagem mais barata sem custo e sem taxas adicionais.

+ posts do autor

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.