Em vez de um prédio, um site. Foi o ambiente virtual que as cariocas Camila Tomé e Stephanie Afonso escolheram para criar MUV Gallery, galeria de arte focada na arte contemporânea.

O formato é o mesmo de uma galeria tradicional, mas, em vez de espaços, os visitantes encontram links para várias seções. A proposta é fazer exposições de três em três meses, realizar mostras com curadores de destaque, representar artistas e vender suas obras. Tudo pela internet. O projeto foi inspirado em sites estrangeiros como art.sy e artspace.

O nome, MUV,  vem da sigla de Movimento Uniformemente Variado. Na Física, MUV é todo o movimento com aceleração constante,  diferente de zero - conceito em que as diretoras se inspiraram para criar a galeria. A ideia é aproveitar a internet para disseminar a arte contemporânea, de forma democrática, entre o maior número possível de pessoas.

Além de imagens de obras tradicionais, como pinturas, gravuras e desenhos, a MUV Gallery tem uma seção só para arte digital, com videoarte, gifs  e aplicativos com conceitos artísticos.

As obras expostas podem ser adquiridas via PayPal e as entregas serão feitas por transportadora ou correio. Quem é do Rio pode agendar uma visita ao escritório para ver as obras antes de comprá-las.

“Preciso: entre navegar e viver” é a primeira mostra

Para a inauguração do site, o curador Bernardo Mosqueira montou a coletiva “Preciso: entre navegar e viver”, com 23 artistas do Brasil e do exterior. A mostra virtual fica no site por um período de três meses. Entre os participantes, estão Beatriz Chachamovitz, Bernardo Damasceno, a cantora Cibelle, João Penoni, Julia Debasse, Julia Pombo, Luis Christello, entre outros.

“ A grande sacada da MUV é poder ter, no mesmo lugar, tanto uma grande instalação escultórica até uma obra que funcione como um aplicativo. Isso mostra uma vontade da galeria em ser fértil para o cenário de arte brasileiro, colocando a arte digital e a web-arte no horizonte”, diz o curador.

1/6

Crédito da imagem: divulgação

"Eu coisas", fotografia de Bruna Lobo

2/6

Crédito da imagem: divulgação

"Todas as pessoas do mundo", fotografia quebra-cabeça de Gisela Milman

3/6

Crédito da imagem: divulgação

Em técnica mista, "Pindorama 01", de João Maciel

4/6

Crédito da imagem: divulgação

"Fóssil II", fotografia de João Penoni

5/6

Crédito da imagem: divulgação

A escultura "Garfo", de Julia Cseko

6/6

Crédito da imagem: divulgação

"Gerador de portais temporais", escultura de Zarthus

  • Crédito da imagem: divulgação

    divulgação

    1/6

    "Eu coisas", fotografia de Bruna Lobo

  • Crédito da imagem: divulgação

    divulgação

    2/6

    "Todas as pessoas do mundo", fotografia quebra-cabeça de Gisela Milman

  • Crédito da imagem: divulgação

    divulgação

    3/6

    Em técnica mista, "Pindorama 01", de João Maciel

  • Crédito da imagem: divulgação

    divulgação

    4/6

    "Fóssil II", fotografia de João Penoni

  • Crédito da imagem: divulgação

    divulgação

    5/6

    A escultura "Garfo", de Julia Cseko

  • Crédito da imagem: divulgação

    divulgação

    6/6

    "Gerador de portais temporais", escultura de Zarthus