Todos os curtas e longas-metragens foram produzidos na França entre 2004 e 2006, e têm suporte em DVD. Apoio: Cinemateca da Embaixada da França.

Confira a programação:

Ceia
(2006, 30 min).
Direção: Andy Guérif.
Divagações sobre o que seria uma imagem.
De Larges Détails - Sur les Traces de Francis Alys
(2006, 56 min).
Direção: Julien Devaux.
Francis Alys, artista belga, é ao mesmo tempo pintor, videoartista e intervencionista urbano. Há 15 anos instalado no México, fez da capital um laboratório para sua arte.
Data: Exibições seguidas no dia 10/2, às 15h e dia 18/2, às 17h

Rafah, crônicas de uma cidade da faixa de gaza
(2006, 52 min).
Direção: Alexis Monchovet.
Retrato da cidade palestina, filmado durante um período de transtornos, de setembro de 2005 a setembro de 2006.
Data: 10/2, às 17h e 18/2, às 19h30

Nem todos morriam, mas todos eram afetados
(2005, 80 min).
Direção: Sophie Bruneau e Marc-Antoine Roudil.
A cada semana, em três hospitais públicos próximos a Paris, uma psicóloga e dois médicos tratam de pessoas doentes por conta de seu trabalho.
Data: 10/2, às 19h30 e 18/2, às 15h

Nisida, crescer na prisão
(2006, 100 min).
Direção: Lara Rastelli.
O cotidiano de 40 jovens que vivem na prisão da ilha de Nisida, próximo a Nápoles.
Data: 11/2, às 15h, 19/2, às 17h e 26/2, às 19h30

Os homens
(2006, 95 min).
Direção: Ariane Michel.
Nos confins de um mar gelado, silhuetas humanas surgem de um barco.
Data: 11/2, às 17h, 19/2, às 19h30 e 26/2, às 15h

Os Lip, a imaginação no poder
(2006, 118 min).
Direçaõ: Christian Rouaud.
Relatos sobre os homens que fizeram a greve operária mais emblemática do período pós-68, a dos LIP, em Besançon.
Data: 11/2, às 19h30, 19/2, às 15h e 26/2, às 17h

Papel não embrulha brasas
(2006, 86 min).
Direção: Rithy Panh.
O processo de exclusão social de uma prostituta que se sente impedida de voltar à sua cidade natal, por temer que os habitantes descubram seu passado.
Data: 12/2, às 15h, 20/2, às 19h30 e 27/2, às 17h

Yves Klein, a revolução azul
(2006, 52 min).
Direção: François Lévy-Kuentz.
Cinebiografia do artista plástico francês Yves Klein.
Data: 12/2, às 17h, 20/2, às 15h e 27/2, às 19h30

Do lado de Mathilde
(2004, 60 min).
Direção: Claire Denis.
O encontro silencioso entre duas mulheres que criam: Claire Denis, cineasta, filma de muito perto os corpos e sua linguagem; e Mathilde Monnier, coreógrafa, busca por meio do movimento, os territórios que se abrem para a vida.
Data: 12/2, 19h30, 20/2, às 17h e 27/2, às 15h

A filha do juiz
(2006, 90 min).
Direção: William Karel.
Em 1990, o juiz encarregado da seção antiterrorismo de Paris morre tragicamente. Com o retorno do terrorismo à pauta depois do atentado de 11 de setembro em 2001, a filha do magistrado relembra o percurso do pai.
Data: 13/2, às 15h e 24/2, às 17h

Viagem em sol maior
(2006, 52 min).
Direção: Georgi Lazarevski.
Mulher se recusa a acompanhar o marido de 93 anos em uma viagem ao Marrocos, apesar de esse ser o maior desejo dele.
Data: 13/2, às 17h e 24/2, às 19h30

A travessia
(2006, 55 min).
Direção: Elisabeth Leuvrey.
Histórias de pessoas que fazem a travessia entre a França e a Argélia.
Data: 13/2, às 19h30 e 24/2, às 15h

Itchkeri Kenti, os filhos da Tchetchênia
(2006, 14 min).
Direção: Florent Marcie.
Em 1996, Florent Marcie, um jovem diretor francês, percorre a Tchetchênia e filma, clandestinamente, o país em guerra, indo ao encontro de um povo em resistência.
Il fare politica - crônica à toscana vermelha
(2005, 86 min).
Direção: Hugues Le Paige.
Da época de ouro do Partido Comunista Italiano até a chegada de Berlusconi ao poder, o diretor coletou, ao longo de 20 anos, a história de quatro militantes comunistas de um vilarejo da Toscana.
Data: Exibições seguidas nos dias 17/2, às 15he 25/2, às 17h

Tweety lovely superstar
(2006, 18 min).
Direção: Emmanuel Grãs.
Quatro homens e uma criança, no teto de um prédio, pensam em como derrubá-lo com os braços.
Glenn Gould - Além do tempo
(2004, 106 min).
Direção: Bruno Monsaingeon.
Documentário sobre a genialidade do músico Glenn Gould e sua relação passional com o público.
Data: Exibições seguidas nos dias 17/2, às 17h e Dia 25/2, às 19h30

Por um de meus olhos
(2004, 100 min).
Direção: Avi Mograbi.
Os mitos de Sansão e Massada ensinam aos jovens israelenses que a morte é preferível à dominação.
Data: 17/2, às 19h30 e 25/2, às 15h

Panorama do documentário francês