“Você é escravo do trânsito”. Um grafite com esses dizeres inaugura o projeto "Olhe os Muros", idealizado pelo advogado Eduardo Perazza e pela publicitária Gabriela Serio. Com apenas 200 seguidores no twitter, em 2009, as frases dos graffitis começaram a sair dos muros e migrar para a internet. A ideia é estimular a reflexão e mostrar que além de colorir o cotidiano da cidade, o graffiti, com sua linguagem direta, é também uma arma política, que leva ao questionamento social.

Hoje, com mais de 40 mil seguidores no tumblr e 20 mil fãs no Facebook, o projeto tem como objetivo capturar e registrar trabalhos que, por estarem na ruas, não costumam durar. “A arte não está só no museu”, ressalta Eduardo. Para ele o graffiti também é importante para o cenário urbano “A arte pública e de acesso a todos traz muitos benefícios para a população”, completa.

O projeto é colaborativo, portanto, qualquer um pode mandar a sua foto. E não só os muros estão inclusos, mas a arte de rua em qualquer forma e lugar.