Um grupo de andarilhos, alguns munidos com máquinas fotográficas, reúne-se amanhã, às 20hs, na frente do Teatro Municipal, para fazer um passeio-denúncia. A missão: documentar a situação de abandono das fontes de água do centro e espalhar, pela internet, as imagens.

“Queremos chamar a atenção das autoridades”, diz Carlos Beutel que, há seis anos, decidiu colaborar com a revitalização do centro promovendo caminhadas noturnas. “Em seis anos de andanças, nunca ocorreu um único problema de violência”, orgulha-se.

Até agora, os passeios noturno tinham como objetivo trazer gente para descobrir os encantos da região. Era só entretenimento, mas, amanhã, ganhou um toque de protesto.


** Trecho da coluna Urbanidade, do Jornal Folha de S. Paulo