Depois do bem sucedido projeto da Praça Victor Civita, 2008, feito em parceria com o escritório de arquitetura Levisky, a arquiteta Anna Dietzsch e o Arquitetura da Convivência se dedicam a um novo desafio, ocupar de maneira mais intensa os becos grafitados da Vila Madalena.

Divulgação

Créditos: Divulgação

Durante o feriado de Finados, um evento de rua reuniu moradores e frequentadores da Vila Madalena para discutir as mudanças propostas para o bairro e cobrar da nova gestão municipal que as propostas sejam levadas adiante.

O projeto para a criação de um parque linear no trajeto por onde passa o Córrego Verde e a proposta de um plano de bairro para a Vila Madalena, já foram incorporados pela Secretaria do Verde e atualmente estão sendo finalizados para, posteriormente, serem encaminhado para licitação.

Há 15 anos, Anna Dietzsch vive entre São Paulo e nova York, cidades onde o Arquitetura da Convivência atua, coordenando o desenho de espaços que contribuem para a compreensão do espaço urbano numa dimensão “humana e holística”.

Além da Praça Victor Civita, Anna participou de projetos como o National September 11 Memorial & Museum (Museu do 11 de setembro) em Nova York, o Navy Pier, em Chicago e a reurbanização da Terceira maior favela de São Paulo, o Jardim São Francisco.

Vila Premiada

O Plano de Bairro para a Vila Madalena e o projeto do Parque Linear Córrego Verde ganharam recentemente menção honrosa na premiação de 2012 do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB). Durante o feriado de Finados, um evento de rua reuniu moradores e frequentadores da Vila Madalena para discutir as mudanças propostas para o bairro e cobrar da nova gestão municipal que as propostas sejam levadas adiante.