Na luta contra a desinformação nas mídias sociais, vamos divulgar frequentemente no Catraca Livre checagens feitas pelo nosso parceiro Boatos.org.

Pão, hambúrguer, queijo, refrigerante e batata frita. A mistura dos lanches da rede de fast-food McDonald’s até pode ser deliciosa, mas não precisa ser um gênio para saber que a “receita” não deve (ou deveria) estar nos hábitos alimentícios diários. Mas a situação pode piorar. Pelo menos de acordo com um texto que circula online.

Um print de uma notícia aponta que o chefe britânico Jamie Oliver conseguiu provar na Justiça que o McDonald’s usa apenas gordura animal e amoníaco para preparar os hambúrgueres. Vimos diversas versões da história, mas a de 2018 aponta também que os produtos do McDonald’s não podem ser classificados como comida.

Selo Facilite

Boatos.org

Créditos: Boatos.org

Reprodução de parte da notícia falsa que circula na internet

Aos fatos 

Junto com mais uma meia dúzia de empresas (como, por exemplo, a Coca Cola), a rede de fast-food McDonald’s é um dos símbolos de empresas que cresceram e se expandiram mundo afora no século passado.

Deve ser por isso que a história está sendo compartilhada incessantemente. Se você compartilhou, temos uma triste notícia. Ela está cheia de erros.

De fato, o chef Jamie Oliver realizou durante um bom tempo “uma cruzada” contra a produção de hambúrgueres e produtos processados. Também é fato que o McDonald’s mudou o preparo dos hambúrgueres (apenas nos EUA, mas vamos ver mais para frente). De resto, toda história é, no mínimo, forçada. Confira a reportagem na íntegra