A Uber comprou recentemente a empresa americana Otto, que detém a tecnologia de caminhões autônomos. Com isso, ela pretende dominar o mercado de entrega de cargas com caminhões sem motoristas.

50 mil cervejas foram entregues nesta primeira viagem

Créditos: Imagem de Divulgação

50 mil cervejas foram entregues nesta primeira viagem

O valor da aquisição da Otto foi de US$ 680 milhões e, ao que tudo indica, o retorno será próspero. Para dizer ao mundo o que pretende, uma ação em parceria com uma marca de cerveja foi feita no Colorado, E.U.A., para realizar a primeira entrega: um total de 50 mil cervejas que viajaram num caminhão autônomo entre Fort Collins e Colorado Springs, com um total de 190 quilômetros percorridos.

O caminhão se guia sozinho e foi apenas supervisionado por um humano

Créditos: Imagem de Divulgação

O caminhão se guia sozinho e foi apenas supervisionado por um humano

Toda vez que o caminhão entrava em vias urbanas, um motorista humano assumia o controle. Mas sempre que o trajeto era feito em rodovias, o próprio caminhão passava a ser o condutor.

Quais serão os próximos passos da tecnologia influenciando na mobilidade?

Créditos: Imagem de Divulgação

Quais serão os próximos passos da tecnologia influenciando na mobilidade?

ASSISTA:

PROMESSAS PARA A MOBILIDADE E MEIO AMBIENTE

1- As entregas e fretes ficarão mais baratos, isso por que os caminhões autônomos poderão circular 24h sem interrupção. Sem o valor do motorista e movidos à energia solar, os custos se reduzem drasticamente.

2- Caminhões autônomos são programados para respeitarem limites de velocidade e distância entre os veículos, reduzindo os riscos dos acidentes nas estradas. Humanos costumam dormir, máquinas não.