Créditos: divulgação/Costa Rica

Projeto de incentivos municipais promove uso de materiais renováveis e compostáveis

A Costa Rica é um país lindo, que depende basicamente do turismo. Sempre priorizou a preservação de suas florestas e a manutenção de unidades de conservação, não só por sua vocação ambiental, mas também para receber bem seus turistas.

Sua posição frente às mudanças climáticas também é muito firme, tanto que é um dos signatários do Acordo de Paris e, hoje, 99% da energia consumida é de fontes renováveis.

No entanto, a gestão de seus resíduos sempre deixou a desejar. O país produz, anualmente, cerca de quatro mil toneladas de resíduos sólidos e, deste montante, 20% não chegam aos centros de reciclagem e terminam poluindo rios, praias, o mar e as florestas.

Mas agora, o país quer mudar isto. Veja como aqui.

  • Leia mais:

Fibras plásticas estão presentes na água que os brasileiros bebem

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.