Há 21 anos um grupo vestido de uma mistura entre médicos e palhaços começava a invadir uma série de hospitais com o objetivo de levar alegria a crianças hospitalizadas. Logo, o trabalho dos Doutores da Alegria se tornou conhecido e eles começaram a ganhar adeptos,  voluntários e fãs dentro e fora dos ambulatórios.

divulgação

Créditos: divulgação

Para os doutores, se o trabalho atinge todos os envolvidos, o efeito no paciente é maior.

Com o tempo, eles perceberam que apenas a aproximação com os pequenos pacientes não era suficiente. É por isso que, desde 2009, os doutores especialistas em Besteirologia levam adiante um projeto cuja intenção é sensibilizar profissionais de saúde, equipes administrativas, familiares e comunidades do entorno do hospital.

O Plateias Hospitalares começou no Rio de Janeiro e já passou por quase 200 hospitais, atingindo mais de 20 mil pessoas. Para os Doutores, quando o trabalho de sensibilização atinge os profissionais e as pessoas que lidam com a criança dentro ou fora do hospital, o efeito no paciente é maior.

Agora o projeto chega a São Paulo. Por enquanto, o Instituto da Criança (ICR) do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP), o Hospital de Pedreira e o Hospital do Mandaqui já tiveram a nova experiência. A próxima “consulta” acontece no dia 30 de novembro, em um hospital a ser escolhido.