Se você um dia estiver andando pela rua e todos a sua volta de repente congelarem, não se preocupe, ainda não estamos sendo invadidos por extraterrestres. Ou se no seu vagão do metro as pessoas estiverem só de cueca, não se apavore. Provavelmente você está ao meio de um Flash Mob, uma ação instantânea coordenada via mídias sociais.

Conheça o site

 Arquitetura da Convivência 

O termo foi cunhado por Bill Wasik em 2003, quando ele então organizou o primeiro Flash Mob que se tem conhecimento numa loja em Nova York. Desde então vários grupos ao redor do mundo têm organizado eventos que se relacionam a uma certa causa, ou simplesmente porque querem se divertir. Em 2008 foi organizada uma luta de travesseiros internacional, com a participação de 25 cidades. Só em Nova York 5.000 pessoas participaram, no maior evento já visto.

Também em Nova York já se consagrou o Flash Mob anual do “Metrô sem Calcas”, quando centenas de pessoas retiram suas calças e usam o metrô somente com suas roupas de baixo. Esse evento está sendo organizado desde 2009 e até a polícia já se familiarizou com ele. O dia sem calcas também já aconteceu em várias cidades da Europa.