Vários artistas e arquitetos ao redor do mundo têm usado instalações artísticas para chamar a atenção de seus conterrâneos para as cidades, seus espaços e problemas. Usando de humor e criando situações inusitadas, causam estranheza e nos despertam para problemas e características de nossas vidas que já não questionávamos mais.

O filósofo Immanuel Kant descreveu o humor como a reação a algo inesperado, quando o que se sabe não é condizente com o que se observa ou se vivencia. Dentro dessa teoria, o  humor é, no fundo, a capacidade que temos de reconhecer que nossas crenças estão erradas sem ter que desmantelar todo nosso entendimento do mundo. O humor, poderia-se dizer, é a capacidade humana de sentir prazer em reconhecer-se errado. E reconhecer-se errado com prazer é extremamente liberador.

Assim, com o espírito de quem faz piada e gera risada, esses artistas e arquitetos estão propondo um novo olhar para a cidade através de intervenções que nos convidam ao inesperado e à brincadeira. A cidade como um playground, onde regras são quebradas para que possamos nos liberar do ranço do dia a dia e interagir com o que nos cerca de uma maneira nova e refrescante.

Confira na galeria abaixo algumas imagens de intervenções bem-humoradas pelo mundo.