Créditos: reprodução/Facebook/Alexandre Frota

Alexandre Frota

Finalmente Alexandre Frota ganhou uma. O ex-ator pornô saiu-se vitorioso em uma decisão judicial que o autoriza a utilizar a marca MBL (Movimento Brasil Livre). As informações são da "Folha".

A decisão favorável à associação de Alexandre Frota foi divulgada nesta segunda-feira, 13, pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal, que suspendeu uma liminar que impedia que ele usasse a marca.

Frota criou uma associação com o mesmo nome do movimento e alega que "legalizou o que estava completamente ilegal". Ele teria, inclusive, pedido o registro da marca junto ao Inpi (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

A decisão permite ainda que a associação criada por Alexandre Frota possa utilizar um domínio na internet com o nome do movimento, o que havia sido proibido pela liminar.

Ainda existe um inquérito policial em curso contra os membros da associação de Frota por terem supostamente se "apropriado" da marca. A acusação contra a associação envolve denúncia de estelionato e formação de quadrilha feita pelo próprio MBL.

  • Leia mais:

As polêmicas de Alexandre Frota