Créditos: reprodução/Facebook/Sol Gastroplastia

Solange, mãe que foi vítima de ataque com motivações homofóbicas com a filha

O relato contundente de uma mulher que foi vítima de um ataque com motivações homofóbicas está viralizando nos últimos dias.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais no último dia 29 de setembro, Solange Afonso conta como foi, ao lado da filha de 20 anos, agredida verbal e fisicamente por um homem durante um simples passeio no shopping.

De acordo com o relato dela, o caso aconteceu na noite de 28 de setembro no shopping Liberty Mall, região da Asa Norte, em Brasília. Ela tinha ido ao cinema com uma das três filhas, que tem 20 anos.

"Na saída do filme, me apareceu um homem louco, que achou que a gente era um casal gay, e simplesmente começou a agredir nós duas", afirma Solange no vídeo, já assistido mais de 275 mil vezes no Facebook.

"Ele chamou a gente de cretinas, safadas, por que ele achou que a gente era um casal gay". O homem teria idade aproximada de 50 anos, segundo a vítima.

A mãe diz que reagiu, xingando-o de "moleque", e que chamou a segurança do estabelecimento, para que o detivesse e fossem todos para a delegacia. No meio da confusão, ele ainda bateu no rosto de Solange, afirmou ela, que mostrou a marca no olho direito.

"Gravei esse vídeo para dizer que isso tem que acabar! Não sou gay, mas me botei no lugar de todas as pessoas [gays] que eu conheço e só querem viver, que só querem ser felizes e viver a vida delas", diz.

Solange também dá o seu conselho para outras vítimas de agressão: "se você sofreu alguma violência assim, não fiquem coagidos. Vocês têm que lutar pelo direito de vocês".

Ao Catraca Livre, Solange afirmou que ainda está "muito assustada e realmente com medo".

A Secretaria da Segurança Pública do Distrito Federal confirmou o boletim de ocorrência, feito no dia 28 perto das 23h.

"A Polícia Militar do Distrito Federal encaminhou à 5ª Delegacia de Polícia duas mulheres, de 47 e 20 anos, vítimas de injúria e lesão corporal, bem como o autor, um homem de 55 anos (...) O homem foi autuado por Injúria e Lesão Corporal. Ele assinou um Termo de Compromisso de Comparecimento do Juizado Especial Criminal e foi liberado", diz texto enviado pela assessoria de imprensa da instituição.

O shopping Liberty Mall se pronunciou às 16h30 e divulgou o seguinte comunicado:

[TAB: Comunicado Shopping Liberty Mall]

A administração do Shopping Liberty Mall esclarece que registrou, no último dia 28 de setembro, uma ocorrência onde a equipe de segurança foi acionada a fim de intermediar um mal entendido entre clientes do cinema, ao final de uma das sessões. Prontamente os seguranças atenderam ao chamado, buscando oferecer aos envolvidos todo apoio necessário.

O Liberty Mall opera buscando a qualidade na prestação de seus serviços e na segurança de seus clientes e reafirma que repudia todo e qualquer tipo de discriminação.

Assista ao relato completo de Solange:

Moro em Brasilia e ontem na Asa Norte no shoping Liberty Mall eu e minha filha fomos atacadas por um louco que a achou que éramos um casal GAY.#HOMOFOBIAÉDOENÇA

Posted by Sol Gastroplastia on Friday, September 29, 2017

  • Leia mais:

Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo: 1 a cada 25 horas

Imagem Autor

Repórter Hard News

+ posts do autor