Um protesto contra a ausência de negros nas passarelas brasileiras marcou o primeiro dia da Semana de Moda do Rio de Janeiro, na noite desta quarta-feira, 7.  O protesto foi encabeçado pela Educafro (Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes).

Reivindicando o direito de participar mais ativamente não apenas do mundo da moda, mas das artes e da cultura em geral, ativistas com os corpos pintados ou vestidos com roupas étnicas chamaram a atenção dos que participavam do evento mais importante da moda carioca e um dos principais da América Latina.

Créditos:

Foto: Daniel Ramalho / Terra