Neste feriado de 7 de setembro, algumas instituições ligadas à Secretaria de Estado da Cultura estão com programação diversificada. Para quem quiser aproveitar, é só seguir o roteiro abaixo:

A Pinacoteca do Estado abre suas portas especialmente para a atração inédita no Brasil - Matisse Hoje. A mostra exibe cerca de 80 obras de Henri Matisse que refletem o processo criativo do artista, propondo um percurso retrospectivo com os temas fundamentais da sua trajetória: a cor, a linha, o arabesco e o espaço.

A exposição é acompanhada por trabalhos de cinco artistas da cena francesa contemporânea – Cécile Bart, Christophe Cuzin, Frédérique Lucien, Pierre Mabille e Philippe Richard –, que dialogam ativamente com o universo ‘matissiano’, seja na utilização da linha e da cor, ou em relação ao tratamento espacial da pintura. O museu funcionará das 10h às 17h30.

Outra opção é o Museu de Arte Sacra, que estará aberto normalmente durante o feriado. Além da coleção de presépios, o museu possui no seu precioso acervo peças de artistas reconhecidos, escultores, pintores e ourives.

Os outros museus da capital – Espaço Catavento, MIS, Paço das Artes, Casa das Rosas, Museu da Casa Brasileira, Museu do Futebol, Museu da Língua Portuguesa, Memorial do Imigrante, Estação Pinacoteca e Memorial da Resistência - não abrem as portas neste feriado. As Oficinas Culturais, bem como as instituições de ensino do Estado, como o Projeto Guri e a Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim, estarão em recesso.

Endereços:

Pinacoteca do Estado
(Praça da Luz, 2, Luz)
Tel.: (11) 3324-1000
Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 18h
Ingresso: R$6 e meia-entrada
Estacionamento: pago
Acessibilidade: sim

Museu de Arte Sacra
Av.: Tiradentes, 676 - Luz - São Paulo – SP.
Fone: (11) 3326-1373
Funcionamento: Terça a domingo, das 11h às 19h. Bilheteria até às 18h30.
www.museuartesacra.org.br
Ingressos: inteiro R$ 6 e meia-entrada R$ 3.
Grátis para maiores de 65 nos e menores de sete anos. Religiosos, como padres e freiras, pagam R$ 2.
Usuários do metrô R$ 1.
Acesso a portadores de deficiência.
Estacionamento gratuito.