Trezentas e quinze bicicletas furtadas neste ano na cidade de São Paulo: mais do que uma por dia. Esse é o saldo contabilizado pela empresa Serttel, que presta o serviço de aluguel de bikes disponibilizado por meio de uma parceria da Prefeitura de São Paulo com o banco Itaú.

Léo Arcoverde/Fiquem Sabendo

Créditos: Léo Arcoverde/Fiquem Sabendo

Estação de bicicletas compartilhadas na Vila Mariana, zona sul de São Paulo.

Levantamento inédito do Fiquem Sabendo com base em boletins de ocorrência de 816 furtos ou roubos de bicicletas ocorridos no primeiro semestre deste ano em São Paulo mostra que, em 20% dos casos (112), a bicicleta levada pelo suspeito era do serviço de aluguel de bicicletas laranjas.

Os dados dos boletins de ocorrência (delegacia responsável por investigar o crime, data, hora e histórico) foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação.

De acordo com as informações disponibilizadas pela Polícia Civil de São Paulo, da gestão do governador Geraldo Alckmin (PSDB), as regiões de Perdizes, na zona oeste, e da Vila Matilde, na zona leste, lideram os casos de furtos e roubos de bikes alugadas na capital paulista.

Veja aqui a íntegra da reportagem.

Imagem Autor

Léo Arcoverde, fundador e editor-chefe do site de jornalismo de dados Fiquem Sabendo

+ posts do autor

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.