Quem faz um trabalho voluntário uma vez, vai querer fazer outros. Isso é o que garante Daniel Assunção, um dos fundadores do Atados, site que entrou ao ar no dia 30 de outubro com a missão de unir interessados em realizar trabalhos voluntários e ONGs da área.

Apesar do pouco tempo de existência, o site já tem mais de 70 ONGs parceiras e cerca de 1000 usuários inscritos. Entre as organizações ligadas ao Atados, estão grupos como o Teto e a Fundação Gol de Letra.

Divulgação

Créditos: Divulgação

Voluntária e favorecido se abraçam em ação do Teto

Segundo Assunção, o trabalho já rendeu frutos. “As ONGs têm me ligado avisando que o número de pessoas interessadas em ajudar aumentou bastante”, conta. Mais de 100 pessoas já começaram a colaborar por intermédio do site.

Não há muitos requisitos para uma organização fazer parte da rede do Atados. “Queremos instituições de várias áreas, para que os voluntários tenham um bom leque. Tentamos restringir pouco. O mais importante, claro, é garantir que a ONG é idônea”, conta Assunção.

Assim como os outros três fundadores do Atados, Daniel está no último ano de Economia na Faculdade de Economia e Administração (FEA) da USP. “A gente queria fazer alguma coisa diferente, ligada ao terceiro setor. Visitamos as instituições e todo mundo aceitava o projeto, abraçava a ideia”,explica.

Com experiência de voluntariado em algumas instituições, o estudante afirma que quem começa a colaborar dificilmente para. “O laço que você cria com pessoas que conhece fazendo algo para o bem é sempre mais forte”, garante.

Para participar e conhecer as oportunidades de trabalho voluntário, basta fazer o cadastro no site ou então entrar com o login do Facebook.