O tablet mais barato do mundo já conta com 300 mil reservas na Índia, que planeja colocá-lo no mercado em dezembro ao equivalente a US$ 60.

Universitários indianos receberam um mês atrás os primeiros modelos dos tablets, chamados Aakash e fabricados pela empresa britânica Datawind, subsidiada pelo governo.

"Não é preciso pagar antecipadamente para reservar um Aakash [céu, em sânscrito]. Um operador vai oferecer a possibilidade de pagar pelo aparelho cerca de US$ 2 por mês", disse o presidente da Datawind, Suneet Singh Tuli, ao jornal local "Times of India".

Tuli revelou à publicação que, em breve, com a tecnologia que a empresa dispõe, "o acesso à internet poderá ser gratuito".

Atraídos pelas características do Aakash, o presidente da companhia antecipou que "os governos de outros países, como México, Sri Lanka, Egito, Tailândia, Brasil e Bangladesh, demonstraram interesse em participar de programas semelhantes ao da Índia".

O aparelho, com peso de 350 gramas, tem tela sensível ao toque de 7 polegadas, roda com sistema operacional Google Android 2.2 e tem conexão Wi-Fi.

Com processador de 366 MHz, o equipamento pode ser usado como livro eletrônico, conta com duas entradas USB e 256 Mbytes de memória.