Marcada a terceira edição da Virada Esportiva, para os próximos dias 19 e 20, das 10h do sábado às 10h do domingo, o evento deve atrair 3 milhões de participantes e ter mais de 2 mil atividades em 350 endereços.
Neste ano, a maior concentração deve ser na região central, a exemplo da Virada Cultural. O bairro da Luz deve ser o palco principal, com basquete de rua, moto trial (manobras com motocicletas) e kart, entre outros. Já nos outros locais, a programação fica por conta das subprefeituras.

Novidade
Uma novidade para incrementar a programação é o Passeio Ciclístico da Diversidade Sexual de São Paulo. Foi idealizado pelo SP Gay Bikers - uma turma de amigos que se tornou o primeiro grupo gay de amantes de bicicletas do Brasil - em parceria com a Coordenadoria de Assuntos da Diversidade Sexual de São Paulo, o Comitê Desportivo GLBT do Brasil e o gestor esportivo Karl Pynheiro.

Aberta a quem quiser participar, a pedalada, de 16,5 quilômetros, sairá às 20h do Largo do Arouche e passará por diversos pontos importantes do centro paulistano. Haverá um concurso para premiar a bike mais bacana.

Atvidades
O Anhangabaú, com uma grande arena de esportes radicais, deve atrair boa parte do público. Ao longo das 24 horas, serão 40 modalidades como arvorismo, skate, patins, frescobol, futevôlei e outros. Até um ringue será montado, para prática de lutas.

No Largo Coração de Jesus, em Santa Cecília, deverá ocorrer um repeteco - ampliado, diga-se - de programa ocorrido em julho. O grupo Big Ball Basquete Social, com 30 jogadores, fará exibições do jogo e oferecerá aulas do esporte. Estima-se que 3 mil pessoas vão dar seus arremessos por ali - com uma plateia que pode chegar a 15 mil. Nos intervalos dos jogos, música e street dance - uma professora ficará à disposição para ensinar os passos a quem quiser se aventurar.

Outra atração que promete movimentar a região central vem do meio automobilístico. Ao lado da Pinacoteca do Estado será montado um circuito de kart com 550 metros. Às 21h do sábado (19) e às 4h do domingo (20) estão programadas dez baterias - com 12 carros em cada -, da qual participarão pilotos profissionais e artistas. Uma arquibancada será montada para que o público possa acompanhar as disputas. Ainda não está definido o local onde acontecerão as exibições de moto trial.

Para os baladeiros, a madrugada será quente em um galpão atrás do Shopping Morumbi. Em clima de boate, o público vai poder praticar "futetrônico" e "basquetrônico", respectivamente futebol e basquete em uma pista de dança - os jogadores usarão roupas fosforescentes. Desse mesmo galpão deverá partir a patinação noturna, na qual os praticantes atravessarão a Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, em direção ao Parque do Povo. O trajeto ainda precisa ser aprovado pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Chamados pela organização de "esportes boêmios", truco, pebolim, sinuca, botão e carteado também terão seu espaço. Serão praticados na Praça do Patriarca, no centro. E a edição deste ano terá a volta de uma atividade que só aconteceu em 2007: o remo no Rio Tietê, na manhã do domingo.

Mais informações no site da Virada Esportiva.