Créditos: RebecaMello / iStock

A programação do Carnaval de rua deste ano tem 491 desfiles entre 3 e 18 de fevereiro

O Carnaval de São Paulo poderá ficar mais caro para os foliões em 2017. O prefeito João Doria anunciou uma multa de R$ 500 para quem fizer xixi na rua da cidade. Além disso, a fiscalização será intensificada: a prefeitura destinará 160 agentes para checar o cumprimento da Lei 57.983/17, a "lei do xixi", neste período.

Ao Estadão, o secretário municipal das Prefeituras Regionais, Claudio Carvalho, disse que 20 equipes com oito agentes ligados à secretaria serão responsáveis por autuar os infratores. A multa está em vigor desde novembro do ano passado.

As infrações também poderão ser autuadas pela Guarda Civil Metropolitana (GCM). Os agentes e guardas usarão equipamentos eletrônicos para gravar o ato e comprovar o descumprimento da lei.

Durante evento de divulgação da programação do Carnaval nesta quarta-feira, dia 31, Doria declarou ter "certeza" que a população vai "fazer o que precisa fazer no local certo", os banheiros químicos. "Nós colocamos mais de 10 mil banheiros químicos à disposição da população distribuídos por toda a cidade justamente para permitir que ela (a pessoa) tenha onde fazer as suas necessidades", afirmou.

Quem for autuado e se recusar a apresentar documento de identificação poderá ser conduzido "à autoridade policial". Já as crianças e pessoas em situação de rua ou com deficiência serão apenas advertidas, mas não multadas.

  • A programação do Carnaval de rua deste ano tem 491 desfiles entre 3 e 18 de fevereiro. Confira todos os blocos no Samba em Rede!
  • Pelo terceiro ano, o Catraca Livre promove a campanha #CarnavalSemAssédio. Saiba mais:

Campanha #CarnavalSemAssédio leva debate a blocos e redes sociais