Desde a gestão de Jânio Quadros (1985-1988) que o Executivo não apresenta tão poucos projetos à Câmara. Em um levantamento feito pela Janaina Garcia, do "UOL", no primeiro ano de mandato de Jânio, ele enviou aos vereadores 56 projetos até o dia 8 de agosto. Já Doria enviou apenas dez dentro desse mesmo período.

Créditos: Wilson Dias/EBC

Até o dia 8 de agosto, Doria foi o prefeito que menos apresentou propostas aos vereadores, comparado com as oito últimas gestões

O levantamento feito pela reportagem levou em conta as matérias enviadas aos vereadores de São Paulo até o dia 8 de agosto no primeiro ano de cada mandato e mostrou que Luiza Erundina (1989-1992) enviou 33 projetos, Paulo Maluf (1993 a 1996) foi 86, já Celso Pitta (1997 a 2000) foi 33 e Marta Suplicy (2001 a 2004) enviou 44.

José Serra e Gilberto Kassab (2005 a 2008) que dividiram o mesmo mandato já que Kassab assumiu quando Serra renunciou ao cargo em 2006 para concorrer a governador do estado, apresentaram 13 projetos, no mandato seguinte, Kassab (2009 a 2012) apresentou 18 e Fernando Haddad (2013 a 2016) enviou 25.

Segundo o cientista político Renato Eliseu Costa, professor de políticas públicas na FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo) entrevistado pela reportagem, o Executivo deve ter "a leitura de que esse não é um momento bom para enviar projetos à Câmara, já que, mesmo tendo ganho a eleição com uma boa maioria, isso não se reflete ainda na base dele na Câmara".

Leia a reportagem na íntegra.

  • Veja também:

100 dias de João Doria: os retrocessos e avanços da nova gestão