Nunca se viu música ou sexo desse jeito.

O artista japonês Rory Viner prendeu sensores de movimento pelo seu corpo e de sua parceira durante uma relação sexual para transformar os movimentos em música.

Para isso, os sinais dos movimentos do sexo foram transformados em softwares programados para responder com notas de sintetizador, ao vivo.

 sudok1/Istock

Créditos: sudok1/Istock

O artista prendeu sensores de movimento pelo seu corpo e de sua parceira durante uma relação sexual

O objetivo era explorar a forma como o som pode dilatar a proximidade emocional. Quanto mais contato físico for gerado durante a relação sexual, mais rapidamente os sensores responderão. Escute o som: