Crianças que nasceram com má formação ou sofreram algum tipo de trauma poderiam ter parte do problema resolvido com uma mão ou braço protético, mas um cara chamado Aaron Brown transformou o fato de se ter que usar uma prótese em algo muito mais divertido e lúdico.

Brown e os outros engenheiros desenvolveram próteses infantis para serem produzidas em impressoras 3D inspiradas em super heróis. Ele fez uma edição com as garras (de plástico e com as pontas arredondadas, claro!) do Wolverine que teria um apelo muito grande para as crianças.

A prótese foi um sucesso, só porque se é diferente não quer dizer que você não possa ser um super herói. Brown disse que os rostos das pessoas se iluminaram ao verem a prótese e as crianças enlouqueceram.

Veja:

Veja a matéria completa em Addictable

Imagem Autor

Criatividade vicia

+ posts do autor

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.