"A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo", disse uma vez o ex-líder sul-africano Nelson Mandela (1918-2013), ganhador do Nobel da Paz em 1993. Movidos por este sentimento de transformação, estudantes de Florianópolis (SC) criaram em 2016 uma rede de cursinhos pré-vestibular populares, que dá mentoria e assessora projetos educacionais de acesso ao ensino superior em todo país.

Um dos fundadores da Brasil Cursinhos é André Servaes, 22 anos, estudante de administração. Ele conta que começou a lidar com a gestão de um cursinho local, o Einstein Floripa, e se deparou com diversas dificuldades ao longo do trabalho. Então, surgiu a ideia de ajudar outros cursinhos que também passam por essas mesmas dificuldades.

Divulgação

Créditos: Divulgação

Sala de aula do Einstein Floripa, um dos cursinhos da rede

A Brasil Cursinhos faz um papel de representar os cursinhos universitários, voltados para jovens de baixa renda, onde os próprios universitários voluntários lecionam as aulas e cuidam da gestão dos cursinhos. A ONG potencializa os projetos locais, seja onde for, e desenvolve a formação de líderes.

"Somos a gestão nacional, ou seja, cada cursinho tem a sua administração, alunos e professores, e nós assessoramos, com mentorias e conexões, os cursinhos federados para que os mesmos tenham o maior impacto possível", explica André. Ele e os amigos que criaram a rede bancam o projeto com o dinheiro do próprio bolso.

Segundo o estudante, a rede já conta com mais de 10 cursinhos filiados, com universitários voluntários de mais de 10 universidades diferentes, em quatro estados do país, como São Paulo, Bahia, Ceará e Santa Catarina. Entre as instituições está a USP (Universidade de São Paulo), FGV (Fundação Getulio Vargas), ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), UnB (Universidade de Brasília) e outras.

"O nosso objetivo é de, aluno para aluno, transformar a história de muitas pessoas ao redor do país. Os nossos cursinhos funcionam todos com os próprios universitários lecionando as aulas . Por isso ‘de aluno para aluno’. Buscamos mostrar que mesmo sendo universitários podemos impactar a educação no Brasil e a vida de milhares de jovens", disse André.

Sabe o melhor, você também pode ser um voluntário!

A Brasil Cursinhos está selecionando gente apaixonada por educação para fazer a gestão nacional junto com eles. Se você é recém-formado, clique aqui e confira o processo de inscrição. Corre, pois as inscrições seguem até 5 de fevereiro. Depois disso, ainda vai rolar um desafio e entrevista final.

A página Quebrando o Tabu fez um vídeo contanto um pouco mais sobre a história André e da Brasil Cursinhos. Confira: 

Imagem Autor

Jornalista e redatora, cobre assuntos de Educação e Universidades no Catraca Livre. É integrante da Mural, primeira agência de jornalismo das periferias de São Paulo.

+ posts do autor