Para despertar alguns bairros dormitórios da zona leste de São Paulo para a cultura, surgiram o “Corneta Leste” e o “Acorda, Leste!”. Com o objetivo de deixar a zona sul mais próxima de quem mora no centro, nasceram o “Sul Real” e o “Dentro da Sul”. Ermelino Matarazzo será retratado no que tem de bom e ruim no "Ermelino de Fato”. E Pirituba vai mostrar sua arte no “PireArte”.

A criatividade dos nomes dos blogs é proporcional ao talento dos vinte estudantes que participaram do Curso de Jornalismo Comunitário, projeto pensado pela Coordenadoria da Juventude da Cidade de São Paulo. O objetivo era que cada grupo produzisse um blog que apresentasse e estimulasse o que cada região tem de melhor no campo da cultura. Ou seja, utilizassem a ferramenta da comunicação como um instrumento de mobilização comunitária.

Durante dois meses, os estudantes, todos entre 15 e 21 anos selecionados por edital entre 100 pessoas, mergulharam no mundo da comunicação. Conheceram o funcionamento de uma redação, compreenderam os diferentes tipos de texto, aprenderam mais sobre recursos gráficos e fotografia e conversaram com profissionais da área da comunicação.

Ao mesmo tempo, foram estimulados a produzir um blog na sua totalidade: criar uma linha editorial, produzir reportagens - indo a campo para entrevistas e fotos -, além de cuidar da parte visual de cada produto. Ao fim de dois meses, os resultados foram tão surpreendentes que estimularam prefeitura e Catraca Livre a prorrogarem a proposta.

“Os estudantes aprenderão em mais um mês de atividades como transmitir o conhecimento que adquiriram nesse tempo a outros jovens, ou seja, serão replicadores desse curso nos Telecentros de suas comunidades, recebendo uma bolsa para isso”, afirmou o Secretário Municipal de Parcerias, Ricardo Montoro.

O objetivo final é que, por mês, cerca de duzentos jovens sejam alunos dessa primeira turma. Ao fim de 5 meses, mais de mil comunicadores comunitários poderão criar produtos de articulação na região em que vivem.

Texto por Alexandre Voci Sayad