Em entrevista na última sexta, 12, o delegado Alcino Junior, responsável pelas investigações do misterioso sumiço de Bruno Borges, concluiu que ele não deve responder por crime após o sumiço de quase cinco meses.

Divulgação

Créditos: reprodução/Facebook/Bruno Borges

Bruno Borges será ouvido pela polícia na próxima semana

O delegado afirmou ainda que a família também não responderá pelo crime, uma vez uma vez que o sumiço se deu de forma voluntária e isso não constitui crime. Bruno, de 25 anos, será ouvido na próxima semana.

"Precisa que fique claro também que o aparecimento do Bruno não traz nenhuma consequência jurídica, talvez tenha trazido uma movimentação social, consequência social, mas não jurídica, até porque o ordenamento brasileiro não vê nenhum tipo de crime para quem se ausenta voluntariamente”, detalhou.

O primeiro livro de Bruno Borges, intitulado "TAC - Teoria de Absorção do Conhecimento", entrou para a lista de mais vendidos na categoria "não ficção", em ranking publicado pelo PublisNews.

Com informações do G1.

Menino do Acre reaparece e internet quer saber o que aconteceu