Créditos: Divulgação

Ex-tenista Maria Esther Bueno morreu aos 78 anos

Maria Esther Bueno morreu nesta sexta-feira, 8, aos 78 anos de idade, vítima de um câncer. Conhecida como a Bailarina do Tênis, a ex-atleta estava internada no Hospital Nove de Julho, em São Paulo, nas últimas semanas de vida.

Em 2017, Maria Esther havia retirado um tumor do lábio, porém a enfermidade se espalhou para a garganta.

Selo Facilite

De acordo com o “Jornal Nacional”, da TV Globo, a maior tenista da história do Brasil será velada das 8h às 15h do próximo sábado, 9, no salão oval do Palácio do Governo, na capital paulista.

Apesar de ter passado por sessões bem-sucedidas de radioterapia, sua situação se agravou no último mês de abril. Após decidir não passar por quimioterapia, a veterana optou por ter tratada com imunoterapia.

Embora não competisse mais nas quadras de tênis, Maria Esther nunca deixou de praticar seu esporte favorito como hobby.

Com 19 títulos de Grand Slam, Maria Esther Bueno alcançou o posto de número 1 do mundo em quatro temporadas (1959, 1960, 1964 e 1966). Aliás, o 1º título de Grand Slam em Wimbledon, em 1959, foi aos 19 anos de idade.

A ex-tenista não teve filhos.

  • O Fundo Mundial de Pesquisa sobre o Câncer (WCRF) divulgou um aumento alarmante sobre a doença. De acordo com um relatório divulgado na última quarta-feira (23) pela entidade, o total de casos de câncer no mundo deve crescer 58% até 2035. O documento intitulado “Dieta, Nutrição, Atividade Física e Câncer: uma Perspectiva Global" ressalta o excesso de peso e a obesidade, somados a estilos de vida com pouco exercício e muita comida "rápida" e processada, como principais fatores no desenvolvimento do câncer. Confira AQUI as recomendações para evitar a doença.

Leia também:

Morre o jornalista Alberto Dines, aos 86 anos