A marginal Pinheiros registrou nesta terça-feira, dia 14, o primeiro acidente com morte depois do aumento do limite de velocidade estabelecido pelo prefeito de São Paulo,  João Doria, em 25 de janeiro.

Vista aérea da marginal Pinheiros, em São Paulo

Créditos: filipefrazao / iStock

Vista aérea da marginal Pinheiros, em São Paulo

A colisão envolveu dois carros e uma moto, segundo informações da "Folha de S.Paulo", e aconteceu na pista expressa da marginal, no sentido da rodovia Castello Branco, por volta das 5h40. A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) lamentou o acidente e afirmou que irá apurar a ocorrência.

O motociclista não resistiu aos ferimentos e morreu no local, após o atendimento realizado por equipe médica do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

O último acidente com mortes nas marginais havia acontecido em 22 de dezembro do ano passado, também na marginal Pinheiros.

A gestão do prefeito Doria aumentou os limites de velocidade nas marginais de 70 km/h para 90 km/h (pista expressa), de 60 km/h para 70 km/h (pista central) e de 50 km/h para 60 km/h (pista local). Leia a íntegra da reportagem.

  • Além de médicos e especialistas em trânsito serem contrários ao aumento de velocidade, a OPA (Organização Pan-americana de Saúde) publicou um relatório sobre segurança no trânsito no qual recomenda que os países adotem uma velocidade igual ou inferior a 50 km/h para diminuir o número de mortes no trânsito. Confira.