A Prefeitura de São Paulo gastou em janeiro o dobro dos recursos previstos no orçamento para a compensação tarifária dos ônibus da cidade. Segundo reportagem do Estadão, este é o maior gasto com subsídios ao sistema de ônibus no mês de janeiro dos últimos cinco anos.

No mês, foram R$ 305 milhões com os subsídios. O orçamento prevê gastos de R$ 1,8 bilhão com essa função por ano. O valor responde por 17% do total de recursos. Cada mês consome 8% dos gastos, totalizando 100% em dezembro.

Bilhete Único é utlizado por cerca de R$ 5,6 milhões de passageiros

Créditos: Reprodução / Facebook

Bilhete Único é utlizado por cerca de R$ 5,6 milhões de passageiros

O jornal diz que o descontrole das contas é consequência da promessa de campanha do prefeito de manter a tarifa de ônibus congelada, aliada à proibição, pela Justiça, de um reajuste de 14,8% na tarifas integradas entre ônibus, trens e metrô.

Mantido o ritmo, o dinheiro para os ônibus acaba em junho. Leia a reportagem na íntegra.