Por causa do Festival Bakrid, também conhecido como Festival do Sacrifício, que começa no dia 2 de setembro, ativistas pelos animais na Índia tiveram que agir rápido quando descobriram que mais de cem camelos estavam a poucos dias de serem massacrados.

Créditos: People For Animals

Camelos resgatados que seriam mortos em festival

Acredita-se que os animais resgatados teriam sido transportados a pé de Rajasthan, estado no noroeste da Índia, até Karwan, em Telangana, no sudeste do país. Muitos dos animais estavam com ferimentos por causa da jornada longa e rigorosa que fizeram.

Segundo uma lei que foi implementada em 2016, é ilegal levar animais para fora de Rajasthan. De acordo com Meenakshi Vijaywargi, do Conselho do Bem-Estar Animal da Índia e uma das pessoas que ajudaram no resgate, o camelo é o animal oficial do estado de Rajasthan, e não é permitida a posse, venda ou o transporte desses animais. Também não é permitida a venda, nem o transporte da carne de camelos.

Vijaywargi acrescentou ainda que o massacre de camelos e vacas pode acarretar em sete anos de prisão, e o tráfico desses animais para outros estados é passível de uma punição de três anos de prisão.

Outros membros do Conselho expressaram sua frustração, dizendo que a lei era completamente ineficiente porque centenas de camelos continuam sendo tráfcados para Telangana e outros lugares próximos para serem assassinados todos os anos, especialmente durante o Ramadã e Bakrid.

Confira o final desta história e outras notícias inspiradoras sobre animais na ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais).

  • Leia também: 

Ativistas salvam centenas de cães e gatos do Festival de Yulin

Imagem Autor

O maior portal de notícias sobre animais do Mundo.

+ posts do autor

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.