Quando o escritor francês Julio Verne (1828-1905) escreveu "A Volta ao Mundo em 80 dias", em 1873, com certeza não imaginaria que viajar por diversos países ao redor do globo se tornaria o desejo de muitas pessoas.

Em um mundo que cada vez mais as distâncias se encurtam através de rápidos e modernos aviões, viajar de trem ainda encanta muitas pessoas.

Foi pensando neste público que uma agência está organizando uma "volta ao mundo de trem". O pacote é focado exclusivamente no público brasileiro.  Ao todo serão 26 dias de viagem, cinco trens, três continentes –Europa, Ásia e América do Norte-- e 15 cidades percorridas.

mapa_volta_ao_mundo_2017

Créditos: mapa_volta_ao_mundo_2017

O roteiro abrange três continentes com serviços de hospedagem e entretenimento em português

Idealizado pela Trains & Tours - Lufthansa City Center, especializada em programas turísticos ferroviários internacionais, o tour começa no dia 29 de agosto, em Paris (França) e termina em Toronto (Canadá), no dia 24 de setembro, passando ainda por Rússia e China.

O pacote inclui passagens de trem e de avião, hospedagem, refeições e algumas burocracias --além de um guia brasileiro ao longo de toda a viagem. Só não estão inclusos os vistos e os voos a partir do Brasil.

Em acomodação dupla, a viagem custa € 24.900 (R$ 87.150) por pessoa. Em cabine individual no trem, o preço chega a € 35.500 (cerca de R$ 124.250).

trem-the-canadian

Créditos: trem-the-canadian

Os trens contam com vagões panorâmicos, serviço de bordo e acomodações com televisão e infraestrutura de hotel

O roteiro

Depois de um dia inteiro a bordo do trem Expresso Paris-Moscou, os passageiros chegarão à capital russa. Após dois dias de passeios e atividades, o próximo embarque será no trem que os levará à descoberta da lendária Ferrovia Transiberiana, com mais de 100 anos de história. Além das impressionantes paisagens pelo trajeto, como os Montes Urais, que marcam a fronteira geográfica entre a Europa e a Ásia, a imensidão da Sibéria e o deslumbrante Lago Baikal, a rota também se destaca pela visita às históricas cidades de Ecaterimburgo, Novosibirsk, Krasnoyarsk e Irkutsk.

A viagem continua pela Mongólia, marcada pela natureza do Parque Nacional Terelj e a tradição retratada nas competições de arco e flecha, lutas e danças típicas que representam o famoso Festival Nacional de Naadam.

O Transiberiano passa por trechos da viagem

Créditos: O Transiberiano passa por trechos da viagem

O Transiberiano, que liga Moscou à Vladivostok, está no rota da "volta ao mundo de trem"

A introdução à autêntica cultura chinesa começará no embarque no trem Trans Mongolian, em uma jornada de 36 horas atravessando as planícies do Deserto de Gobi, sem paradas, até chegar a Pequim. Na capital chinesa, os passageiros visitarão o Palácio Imperial (Cidade Proibida) e a grande praça Tian An Men. Eles terão, ainda, a oportunidade de experimentar o tradicional Pato Laqueado de Pequim, além de conhecer a Grande Muralha da China e as Tumbas da Dinastia Ming.

site-Trem-Rocky-Mountaineer

Créditos: site-Trem-Rocky-Mountaineer

No Canadá, parte da viagem será feita no luxuoso Rocky Montaineer com seu clássico vagão panorâmico

Para dar início à segunda etapa da viagem, os participantes cruzarão o oceano em voo até Vancouver, no Canadá, cujo território será percorrido de costa a costa a bordo de dois trens. Os trechos de Vancouver a Kamloops e Banff serão realizados no Rocky Mountaineer em duas viagens diurnas, repletas de belíssimas paisagens que poderão ser observadas através dos vagões panorâmicos. A experiência oferecida ao longo das Montanhas Rochosas será complementada pelo atendimento impecável dos anfitriões e da gastronomia gourmet servida a bordo. Já em Jasper, os passageiros embarcarão no trem The Canadian e viajarão até o seu destino final, Toronto.

comida-rocky-mountaineer

Créditos: comida-rocky-mountaineer

Vagão-restaurante do luxuoso Rocky Montaineer

Saiba mais em www.voltaaomundodetrem.com.br