Harmonizar alimentos e vinhos vai além do que só comer com uma bebida de acompanhamento. Por isso, a Frescatto e o Wine Manager do Fleming’s Prime Steakhouse & Winebar, Gabriel Raele, separaram algumas dicas simples de como aproveitar suas refeições com peixes e frutos do mar apresentando cinco países que investem na produção de vinhos.

“Quando a gente propõe uma harmonização é necessário saber os sabores isolados. Primeiro prove o vinho e descubra qual sabor, aroma e textura ele tem na sua boca. Depois o prato, e entenda o sabor, além da textura”, diz Raele, sobre o momento prático.

O Wine Manager ressalta que assimilar as combinações é algo simples, mas é necessário entender o processo. “Pegue um pouco da comida e dê um gole do vinho para que os dois sabores se fundam na sua boca. Uma boa harmonização é 1+1 = 3, assim aparece um terceiro sabor. É uma coisa meio de alquimista, os sabores se transformam”.

Entenda quais são as possibilidades à mesa:

Todos os vinhos indicados são brancos, mas Gabriel Reale ressalta a grande diferença do tipo em relação, por exemplo, aos vinhos tintos.

“O tanino é um composto sólido e químico. É uma coisa que amarra nossa boca, como quando você come uma banana verde ou um caju, que dá aquela adstringência na boca. Os frutos do mar e peixes têm um composto na carne e no sabor chamado iodo. Quando ele reage com os taninos forma uma molécula parecida com o ferro, isso acontece dentro da sua boca, por isso, a gente não recomenda a união com vinhos que possuem muito tanino. Parece que você está mordendo uma barra de ferro”.

No entanto, os tipos Pinot noir e Merlot também são ótimas apostas para quem deseja investir em versões com menos tanino. As diversas opções do vinho vão bem principalmente com salmão, o atum e o Bacalhau.

Créditos: iStock/Funwithfood

O tanino é um dos componentes mais importantes do para a qualidade do vinho.

É importante lembrar que a  harmonização, apesar das dicas, também é pessoal. “Um mix de texturas pode ter sido bom para você, e pra mim insatisfatório”, diz Reale.

Aproveite para conhecer novas bebidas e ter outras experiências com a variedade de peixes Frescatto!

Peixe fresco ou congelado? Entenda quais são as diferenças