Me diga qual é o artista que não almeja viver e se sustentar financeiramente de sua arte? Seja ela qual for, se música, dança, teatro, graffiti, artesanato, não importa. O dom de cada artista pode, sim, ser comparado ao dom de um administrador de empresas. As artes são 'serviços' prestados aos consumidores, portanto, passíveis de geração de renda aos seus produtores.

Daí a idéia do Instituto Pólis, do Centro Cultural da Espanha de São Paulo e da Rede de Artistas da Cidade Tiradentes promoverem uma oficina para abrir discussões sobre Economia Solidária da Cultura.

Como as práticas artístico culturais podem colaborar para o desenvolvimento local, valorizando a identidade do indivíduo e da comunidade, podendo levá-la a um sistema sustentável de geração de renda?

Venha participar de um dia inteiro de debates com produtores de cultura que fizeram a diferença em suas comunidades.

Mais informações: http://circult-ct.blogspot.com/2010/10/viver-da-cult

16 Out
Catraca Livre
add Google Agenda

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.