Na última sexta-feira, 18 de novembro, o cacique Nísio Gomes foi severamente executado com tiros de calibre 12 por 40 pistoleiros que invadiram o acampamento Tekoha Guaiviry, próximo ao município de Ponta Porã, sudoeste do Mato Grosso do Sul (MS). O episódio reflete um cenário marcado por injustiças, em meio à corrida causada pela disputa do ouro verde, onde muitas vezes os indígenas encontram como destino a morte encomendada por fazendeiros.

À Sombra de um Delírio Verde

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=M-Vg4GSoAaU[/youtube]

Co-produção entre Brasil, Argentina e Bélgica, com direção An Baccaert, Cristiano Navarro e Nicolas Muñoz e narração da cantora Fabiana Cozza, “À Sombra de um Delírio Verde” é uma produção independente que retrata a disputa entre índios e fazendeiros  no Mato Grosso do Sul, fronteira com Paraguai. É neste território, onde o povo indígena com a maior população no Brasil trava, quase silenciosamente, uma luta desigual pela reconquista de seu território.

Expulsos pelo contínuo processo de colonização, mais de 40 mil Guarani Kaiowá vivem hoje em menos de 1% de seu território original. Sobre suas terras encontram-se milhares de hectares de cana-de-açúcar plantados por multinacionais que, juntamente com governantes, apresentam o etanol para o mundo como o combustível “limpo” e ecologicamente correto.
Sem terra e sem floresta, os Guarani Kaiowá convivem há anos com uma epidemia de desnutrição que atinge suas crianças.

Sem alternativas de subsistência, adultos e adolescentes são explorados nos canaviais em exaustivas jornadas de trabalho. Na linha de produção do combustível limpo são constantes as autuações feitas pelo Ministério Público do Trabalho que encontram nas usinas trabalho infantil e trabalho escravo.

Confira !

O documentário completo está disponiblizado pelo projeto Mídia Livre, cuja proposta busca a difusão de obras audiovisuais, licenciadas em creative commons, que tratem os diversos aspectos da cultura contemporânea.