Há exatos 23 anos, a sanfona, zabumba e o triângulo perdiam a voz, poesia - “imagem e semelhança” - deste que pode ser considerado um dos maiores símbolos da cultura popular brasileira. Passam os anos, mas o legado deixado pelo mestre Luiz Gonzaga se faz presente. Duas décadas mais tarde, seus súditos, os novos filhos do baião, buscam a preservação do forró pé-de-serra e suas variações, seja nos passos do xote, baião e arrasta-pé.

Com o quinteto Dona Zaíra, uma ideia inovadora destaca as lendas, tradições e o folclore que envolve o universo da música tipicamente nordestina, na web-série “Tome Forró”.

Dividida em três capítulos, a sequência de curtas antecede o lançamento do clipe “Tome Forró”, dirigido pelo diretor paulistano Paul Domingos, que leva em sua bagagem a autoria de clipes como “Não Trocaria um Sorvete de Flocos por Você”, da banda Soulstripper.

Tome Forró!

A canção "Tome Forró"  intitula o segundo álbum dos piracicabanos, lançado neste ano. Ela conta a história do feirante Mané João, que larga a namorada e vai conversar com um doutor, que recomenda que ele ”tome forró”.

Confira o terceiro capítulo da uébi-série:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=YK4xF4Zc7qY&feature=BFa&list=FLOXuBpoXl4mp7XEBR7JqoYg[/youtube]