Todo mundo quer visitar a região de Gramado e Canela no inverno (época perfeita para comer as delícias engordativas da serra que já listamos por aqui) ou no verão, quando acontece o famoso festival Natal Luz.

Mas a verdade é que conhecer a Serra Gaúcha na primavera é uma experiência muito mais barata e completa (com direito ao melhor da gastronomia e até ao Natal Luz, por que não?). Separamos 7 motivos para você antecipar sua viagem e visitar essa bela região entre setembro e novembro.

Créditos: pixabay

O Lago Negro, com vegetação vinda da Floresta Negra alemã, fica ainda mais bonito nessa época do ano

1 - Dá para pagar menos

A baixa temporada traz preços mais em conta em hotéis, restaurantes e passeios, além de facilitar sua busca por voos promocionais para o sul. É a chance de fazer uma viagem dessas no modo budget.

2 - Os dias são mais bonitos - e ainda faz frio

O sol começa a aparecer com mais frequência e a neblina vai embora. O céu azul deixa os cenários muito mais bonitos enquanto o frio característico da região continua lá, principalmente de manhã e à noite, ou seja: você vai poder usar suas roupas charmosas de inverno e se deliciar com fondue, café colonial, vinho, massas...

3 - Gramado e Canela florescem

As ruas, que já são muito bem cuidadas, estão floridas. A fachada da imponente Catedral de Canela se enche de flores amarelas e vermelhas enquanto o Lago Negro, em Gramado, fica rodeado de azaleias. É também a melhor época para visitar o parque de lavandas Le Jardin, com mais de três hectares de lavandas e outras plantas. Com ótima estrutura e um pequeno café (e entrada e estacionamento gratuitos), o Le Jardin floresce o ano todo, mas fica ainda mais radiante na primavera.

Créditos: pixabay

Apesar de florescerem o ano todo, as lavandas ficam mais bonitas na primavera

4 - Tem esqui o ano todo

O parque de neve Snowland, de Gramado, está sempre aberto e você não precisa esperar o inverno para fazer esqui, snowboard, patinação... e o melhor: na baixa temporada, você evita as filas quilométricas do inverno e do verão. Sem contar que as atrações ao ar livre da região ficam muito melhores na primavera, com céu azul e clima ameno, como o parque em miniatura Mini-Mundo, o Lago Negro, com vegetação vinda da Floresta Negra alemã, e a Cascata do Caracol, em Canela, que pode ser vista de pertinho ou de cima, no passeio de teleférico.

5 - O Vale dos Vinhedos muda de cor

O fim do inverno é celebrado no Vale dos Vinhedos, cuja base é a cidade serrana de Bento Gonçalves, a 120 quilômetros de Gramado. Entre setembro e outubro, as videiras começam a brotar, as flores reaparecem e surgem os primeiros cachos de uva, abrindo as portas para a colheita, que acontece no verão. Enquanto a paisagem montanhosa vai ficando mais colorida, a programação de primavera traz de volta os festivais gastronômicos e as atividades ao ar livre, como roteiros de bicicleta entre as vinícolas e piqueniques.

Créditos: pixabay

A chegada da primavera é celebrada no Vale dos Vinhedos

6 - O Natal Luz começa cedo

Não precisa esperar o verão para conhecer o tradicional Natal Luz de Gramado. A abertura do evento natalino é no fim de outubro e novembro já traz uma intensa programação de espetáculos, além das ruas já iluminadas e decoradas para o Natal.

7 - Setembro é um mês tradicionalista

A Semana Farroupilha é a semana do dia 20 de setembro, feriado gaúcho que celebra a Revolução Farroupilha de 1835, e o Estado todo entra em festa, resgatando suas tradições em desfiles e apresentações. É um bom momento para visitar o Rio Grande do Sul e aprender mais sobre sua história e seu povo.

Um tour pelas cervejarias da Serra Gaúcha

Imagem Autor

O Viajala é um metabuscador de voos que compara preços de companhias aéreas e agências de viagens, permitindo que você escolha a passagem mais barata sem custo e sem taxas adicionais.

+ posts do autor

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.