Um lugar que exala paz e tranquilidade em Itapecerica da Serra, na Grande SP, ideal para uma viagem de bate e volta. O templo Kinkaku-ji é perfeito para quem procura atividades para desacelerar e busca um pouco de silêncio e contemplação numa bela paisagem.

Dani Nogueira

Créditos: Dani Nogueira

Jardim do Templo Kinkaku-ki

Não há transporte público para chegar lá.  O blog  Passeios Baratos em São Paulo  oferece um passeio dia 5 de novembro para o templo, com um workshop, meditação guiada e visita ao Embu das Artes, guia de turismo, transporte de ida e volta, lanche de bordo. R$ 110.  Inscrições: [email protected].

O templo não é um local com finalidades turísticas, e sim um local cerimonial. O Kinkaku-ji é a réplica de um templo homônimo localizado em Quioto, no Japão, construído no século 14 e folheado a ouro. Kinkaku-ji significa assim, Templo do Pavilhão Dourado. O templo brasileiro é ecumênico e é também um cinerário, enquanto o templo japonês é um local zen-budista.

Ao chegar ao local vamos percorrendo uma pequena trilha em meio a uma vegetação bem bonita, com jardins bem cuidados, muitas árvores e um barulho permanente de água corrente. Esse era o único som que me acompanhava durante meu percurso.

Dani Nogueira

Créditos: Dani Nogueira

O templo Kinkaju-ji fica em Itapecerica da Serra, na Grande SP

No meio do caminho existem columbários imponentes, feitos com mármore negro e com ideogramas gravados. Ali são guardadas as cinzas das pessoas que foram cremadas. Em outros locais existem columbários menores, como “pequenas gavetas”.

E ai você se dá conta e me pergunta: “credo, mas esse lugar é então um cemitério?” É, pode chamar assim se quiser... Mas faço aqui uma advertência: deixe seu preconceito de lado e relaxe! O lugar tem uma energia ótima e a paz que senti ali foi enorme!

Dani Nogueira

Créditos: Dani Nogueira

Para chegar ao templo é necessário fazer uma pequena trilha

Ao final da trilha nos deparamos com o lindo Kinkaku-ji. Como é bonito!

Dentro do templo as paredes são “forradas” de columbários, existem cadeiras e um pequeno altar onde são oferecidos incensos.

Acendi um incenso, ofereci a todos que ali estavam, me sentei por uns minutos nas cadeiras e, contemplando o silêncio, fiz uma oração e agradeci aos meus ancestrais pela vida que tenho, honrando a memória de todos que me precederam.

Saí do templo e antes de contornar o lago, entrei no templo vizinho, o Enko-ji (Templo do Círculo Luminoso) que tem cadeiras e altar, com função cerimonial, e umas “almofadinhas” para atividade de meditação (que aos domingos acontece às 10h).

Dani Nogueira

Créditos: Dani Nogueira

O templo é frequentado por praticantes de meditação e cerimônias

Bem ao lado do Enko-ji existe uma área com vários pinheiros, como um pequeno bosque. Do outro lado, numa das margens do lago, separado pelo gramado, um belo corredor de cerejeiras ainda “secas”.

Estendi minha canga na grama, sentei de frente para o lago e para o Templo e ali fiquei, pensando em nada, me aquecendo ao sol, desacelerando meu corpo e minha mente enquanto admirava o belo cenário.

 Depois de um tempo já era hora de ir embora... A sensação que me acompanhou, mesmo depois de deixar o local foi de uma grande paz e percebi que a escolha da fugidinha daquele dia tinha sido perfeita!

Dani Nogueira

Créditos: Dani Nogueira

O lugar proporciona sensação de paz e tranquilidade

Onde: Rua Camarão, 220/330, Chácara Palmeiras, Itapecerica da Serra, tel.: 4666-4895. R$ 5. Não  há transporte público até o parque. Do Terminal Capão Redondo pegar o ônibus Jardim São Marcos (340) e descer na Rua Manuel Maximino Rosa, 1021. O parque fica a 2,6 km.

 Dicas

    • O local não dispõe de lanchonete. Se sua permanência for maior ou se estiver com crianças, prepare um lanche e faça um piquenique na beira do lago, que é super agradável.
    • Na recepção há banheiro e um balcão com venda de refrigerantes e água. Na parte do templo não há banheiros.
    • A floração das cerejeiras acontece entre fim de julho e fim de agosto. Tente ir nessa época, pois se já foi lindo sem flores, imagino com elas...
Passeio perto de São Paulo para desalecerar: Templo Kinkaku-ji Foto: Dani Nogueira

Créditos: Passeio perto de São Paulo para desalecerar: Templo Kinkaku-ji Foto: Dani Nogueira

Passeio perto de São Paulo para desalecerar: Templo Kinkaku-ji
Foto: Dani Nogueira

    • No período da manhã o sol está atrás do templo e as árvores da mata projetam sombras sobre o prédio. Para fotografias a luz do período da tarde certamente será melhor.

Por Dani Nogueira, do blog Viajettes

Fique zen: templo budista oferece meditações 0800 na sexta-feira

Imagem Autor

Meu nome é Patrícia Ribeiro. Sou jornalista, Adoro contar histórias, sou curiosa e gosto de ouvir as pessoas. Adoro a vida cultural da cidade e descobrir lugares novos. Resolvi aliar o que eu gosto do que faço no meu tempo livre no blog Passeios Baratos em São Paulo e compartilhar minhas dicas com moradores e visitantes. Comente, faça sugestões ou críticas.

+ posts do autor

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.