Já imaginou tomar banho de cachoeira praticamente dentro do mar? Estar num poço com borda infinita para o oceano??? É assim na Saco Bravo, em Paraty (RJ).

Já aviso logo que para chegar lá você vai ter que suar e muito!!!! Saindo de Paraty peguei o ônibus para Laranjeiras. O ônibus sai a cada uma hora da rodoviária da cidade e custa R$ 4,25. É preciso descer na parada do condomínio Laranjeiras e pegar uma Kombi de graça que leva para o local de onde os barcos saem.

Créditos: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

Vista da cachoeira do Saco Bravo, em Paraty

Aí já começa a aventura! O barquinho sacode mais que tudo. São vinte minutos pipocando lá dentro, mas com uma vista impressionante!!!! A gente passa pelas praias do sono, antiguinhos, galhetas. Só aquilo já vale o passeio.

O preço do barco varia conforme a temporada, se você é turista, se tem cara de gringo, se o mar tá bravo… e por aí vai. Pode pagar de 50 a 150 num barco pra capacidade de cinco pessoas. Os barcos deixam a gente na Ponta Negra, de onde seguimos a pé por uma trilha que começa no meio da praia.

Créditos: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

Para chegar lá você vai ter que suar e muito

Aí…. haja perna!!!! Já começamos com uma bela subida para esquentar as canelas até esta pedra, chamada de pedra do descanso. Vocês imaginam o porquê.

O caminho não é sinalizado, as outras duas pessoas que encontramos por lá se perderam. Então acho que vale pagar o guia. Até por que são eles que cuidam do local. São altos e baixo, um sobe e desce no meio da mata. Passamos por riachinhos sendo guiados pelo Cy, um caiçara super gente fina que foi contando as histórias do local e explicando sobre os animais e árvores da região. Ele cobrou R$ 150 pelo grupo. Os preços também variam muito, o esquema é combinar antes.

Créditos: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

São duas horas de trilhas

Depois de duas horas de trilha, vem a cereja do bolo!!!!! Do alto a gente vê primeiro o mar e depois o poço d’água com a água cristalina de onde é possível ver o fundo. Gente… é uma das paisagens mais loucas que já vi. Confesso que já entrei em cachoeiras mais bonitas, mas nunca tomei banho com uma vista assim. O barulho do mar enquanto tá lá se banhando é maravilhoso.

1/4

Crédito da imagem: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

Do alto a gente vê primeiro o mar e depois o poço d’água com a água cristalina

2/4

Crédito da imagem: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

O barulho do mar enquanto tá lá se banhando é maravilhoso

3/4

Crédito da imagem: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

4/4

Crédito da imagem: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

  • Crédito da imagem: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

    1/4

    Do alto a gente vê primeiro o mar e depois o poço d’água com a água cristalina

  • Crédito da imagem: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

    2/4

    O barulho do mar enquanto tá lá se banhando é maravilhoso

  • Crédito da imagem: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

    3/4

  • Crédito da imagem: Bárbara Lins/Descobertas Bárbaras

    4/4

Dicas: fuja da alta temporada, fim de ano, feriado e fim de semana fica lotado e perde essa graça toda. Leve lanches e água, não tem nada para vender lá ou na trilha. Só em Ponta Negra você encontra bares e restaurantes. Acompanhe a maré, já que se ela estiver muito alta e o mar arredio, você não consegue descer. Não dá pra chegar lá de barco, só no pezão. No mais, se divirta muito por que o passeio vale muito a pena!!!

Quer mais dicas de cachoeiras incríveis? clique aqui! Curta também nossas páginas no Instagram e Facebook.

Por Bárbara Lins, do blog Descobertas Bárbaras