Seja por falta de informação, ou por desconforto mesmo, as mulheres são perturbadas por dúvidas sobre menstruação. E olha, isso não me espanta. Como o incentivo ao conhecimento do nosso próprio corpo não é lá essas coisas, e falar sobre "estar naqueles dias" ainda é um tabu gigantesco, ficar sem saber uma coisa ou outra sobre todo esse processo é bizarramente normal.

Mas eu quero acabar com isso hoje. Ou pelo menos induzir todas vocês, leitoras poderosíssimas, a largar todo esse pudor de lado e procurar o máximo de conhecimento sobre si mesmas. E olha: euzinha aqui mesma, enquanto pesquisava para chegar até essa pauta, solucionei VÁRIAS dúvidas sobre menstruação que eu MORRIA de vergonha de perguntar. Aliás, tudo isso começou porque eu me peguei pesquisando uma delas em vez de perguntar à minha mãe se ela já havia passado por algo parecido.

Enfim, acontece, né? O trabalho aqui é conjunto, moçada! Vou responder às perguntas que julgamos mais embaraçosas, mas é claro que por trás dessas existem trocentas outras! Então bora montar uma força-tarefa e passar a compartilhar sabedorias, experiências e dúvidas nos comentários? Bora!

Tá bom então:

1. Por que a menstruação tem um cheirinho desagradável?

Ó, precisei da ajuda do ginecologista Dr. Celso Luiz Borrelli pra conseguir responder a essa pergunta. Para quem quiser acessar a sua entrevista completa para a Vix, é só clicar aqui. Enfim, o cheirinho que vem junto com a menstruação acontece em função da descamação do endométrio. Até esse tecido ser expelido do corpo pela vagina, pode ser que este entre em processo de decomposição e necrose, mas isso é NORMAL. Afinal, ele é orgânico e, assim como os demais tecidos de nosso corpo, possui um "princípio, meio e fim".

Agora, esse cheirinho pode ficar mais forte por alguns motivos à parte. O mais comum tem a ver com o fluxo e com o tempo de uso do absorvente. Quanto mais intenso for o fluxo, maiores são as chances de grandes concentrações de sangue no absorvente. E aí, se você demora mais que o normal para trocar o absorvente, o cheiro ficará mais forte e concentrado. Afinal, a decomposição do tecido continuará acontecendo, só que em um lugar abafado, e que ainda mantém contato com a pele.

E ó, uma solução boa pra isso tá no famoso copinho, viu? Ou, para os mais íntimos, Coletor Menstrual. Fiz um texto sobre ele há um tempinho. Se quiser saber mais sobre ele, é só vir ler aqui!

Para ambas as explicações que dou aqui em cima, vale ressaltar uma fala do ginecologista que é a seguinte:

"Existem pacientes que acham que o odor é muito forte, mas na verdade é normal. Existe a individualidade da menstruação e do olfato, que pode causar essa confusão. O que é muito forte para uma pessoa, pode ser natural na avaliação de um médico especialista."

Só que aí é que vem o pulo do gato: depois de ler isso tudo, você ainda não acha esse tal cheirinho forte tão normal, e ele costuma te incomodar MUITO. Pois então: nesse momento, é essencial que você procure por uma ginecologista que possa te ajudar. E aí a gente faz um combinado: eu continuo a te contar o que é que pode ser esse cheirinho depois que cê marcar uma consulta com ela, beleza? Tão tá.

~ esperando ~

Veja mais dúvidas aqui: 5 dúvidas sobre menstruação que você tem vergonha de perguntar

  • Leia também:

Estas fotos querem romper o tabu relacionado à menstruação

Imagem Autor

O Superela é uma plataforma comprometida em aumentar a autoestima das mulheres. Nós empoderamos elas através de conteúdo sobre amor, sexo, vida beleza e estilo, e uma comunidade de suporte emocional para elas, altamente engajada e do bem. <3

+ posts do autor

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.